De flertes, neologismos e poesia ao soneto mal-acabado…

 

     Flerto com neologismos. Então inventei o verbo amarejar, composto por amar e marejar. Amar, verbo difícil de explicar (aqui no sentido de paixão); marejar, verter em lágrimas. Não sei se foi o amar que engoliu o mar de marejar ou a “fagia” deu-se ao contrário. Porém, a meu ver, neologismo feito.  Amarejar, para mim, passou a ser: verter-se em lágrimas de amor. Flerte morto, flerte posto.

     Flerto com a poesia. E sinto inveja de quem faz versos, dos livres aos clássicos. Cá estou com inveja de quem faz metrificação e forma perfeita. Inveja de Camões, de Neruda, de Condor Ribeiro.  Entendendo que não basta flertar com a poesia. É preciso tocá-la, acariciá-la, deixá-la fluir, como fluem as lágrimas do amor, da paixão. É preciso bem mais do que um neologismo. É preciso navegar… Eu preciso amarejar…

Ah, acho que flertei com um soneto…  !

 

Amarejar

A cada rever-te morria

O que era em mim tua saudade

Mas era a morte também de minha alegria

Afogada por minha ansiedade

 

Então jurei procurar-te não mais

Pois tal angústia era insuportável

Era meu peito o pequeno cais

Era a paixão o mar inavegável

 

Abalroava o cais branquejando em fúria

A tormentosa escuma da paixão espúria

Era aos poucos meu juramento imerso

 

E como só flutuam juntas saudade e alegria

Se embarcadas forem em nau de poesia

Atirei ao mar meu primeiro verso

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Poemas ou coisa que o valha... com as etiquetas . ligação permanente.

19 respostas a De flertes, neologismos e poesia ao soneto mal-acabado…

  1. César Augusto dos Santos diz:

    Meu caro, sem frescura, admiro teus versos e tua prosa! Abraços.

  2. Enira Trindade diz:

    Lindas palavras!
    Gosto muito do que vc escreve!
    Parabéns!

  3. Nádia Ribas diz:

    Raul!!!
    Teus versos são primorosos.

  4. Orlando Fonseca diz:

    Raul, está muito bom. Próximo passo para ir além do flerte poético, escrever versos em decassílabos, que deixa o soneto mais elegante. Não esqueça que as tônicas devem cair na 4ª, 8ª e 10ª, ou na 6ª e na 10ª. Abraço.

  5. Tânia Teresinha Lopes diz:

    Lindo tudo isso! Amarejaste lindamente!
    abrs

  6. paulo rosa diz:

    Ah! A teoria, que tão longe da prática habita, não me importa se na 4ª ou na 5º, se versos certos ou não, o que me importa é se toca no fundo do coração. Maravilha como sempre Seu “luaR”!

  7. Delcio M. Ribeiro diz:

    Meu caro Raul, aproveitando a sua ironia sobre o Condor Ribeiro, resolvi fazer uma brincadeira com o último verso de seu soneto. Eis o que saiu; abraços.

    O POETA E O MAR

    Espreitava o mar, perscrutando-o silenciosamente
    Em busca de respostas para os segredos do universo
    Quando vi, esvoaçando em rodopios, a minha frente,
    Sentimentos grafados no ar nesse seu primeiro verso

    Serpentearam em suaves movimentos descendentes
    Traçando um rastro brilhante como se fora cometa
    Mergulharam risonhos sob a luz do astro rei poente
    Expelindo borbulhas de saudação ao aturdido poeta

    Pensei tratar-se, aquela, de uma triste despedida
    Do versejador que, desiludido, livra-se da criatura
    E a consagra ao mar, a mais nobre das sepulturas.

    Mas após sorver das águas o sabor da vida e amarejar
    Esse verso primeiro, ali semeado, frutificou em seguida
    E fez-se a moldura perfeita da palavra escrita pelo Luar.

    Delcio
    (14-08-2012)

    • Maravilha Delcio!!!!! Este sim é um verdadeiro soneto!!!! Era disso que eu falava logo ali… Só o fato do meu ultimo(primeiro) verso ter te feito escrever mais um soneto me deixa muito feliz!!!! Me manda alguns pelo email (ou faz um blog hehehehe)!!!! Abração meu Amigo Poeta!!!!

  8. angelica diz:

    Amarejar…É lindo o que escreves,todos admiram,inclusive eu…Porém,seria melhor agora acreditar que o poeta é um fingidor…

  9. Carol diz:

    Pesquisando neologismos…encontrei aqui uma pérola! Parabéns,Raul!

  10. Carol diz:

    Peço permissão para usar trechos do seu texto em algumas provas minhas. Seguramente revelando sua autoria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s